In September 2013, me and three other friends who like art, photography and poetry, had the idea of ​​setting up a blog called "Atípico Diário". It was shared and collaborative, we could write freely about things in our daily lives, post photos about what we found along the way and "cutouts of the extraordinary subtle", with our eyes. It was a very interesting model for exercising creative leisure. Project with Priscila Bonatto, Arthur Jutel e Bruno Fortkamp.
_
Em setembro de 2013, eu e mais três amigos que gostamos de arte, fotografia e poesia, tivemos a ideia de montar um blog chamado "Atípico Diário". Era compartilhado e colaborativo, podíamos escrever livremente sobre coisas dos nossos quotidiano, postar fotos sobre o que encontramos pelo caminho e "recortes do sutil extraordinário", com nossos olhares. Foi um modelo muito interessante para exercitar o ócio criativo. Projeto com Priscila Bonatto, Arthur Jutel e Bruno Fortkamp.
Válvulas de escape

são a coisa mais normal
de quem caminha olhando para baixo.
eu sempre estou procurando as minhas.
Coexistir

A sutileza e a força da chuva,
tem muitos ensinamentos.
Por mais torrencial que ela seja,
uma hora se acalma.
Percebê-la com paciência
é uma forma de meditar;
já passar por ela
é esperar trovões e raios.
Florescer

tenho te observado, primavera
e percebi que você está atrasada.
tenho esperado pela tua metamorfose.
e com ela que as coisas floresçam
Prisma

as coisas do outro lado são translúcidas
multicoloridas, transcendentais.
um ponto cego

que modifica o espectro
a luz me transpassa 
como um pensamento rápido
posso voar
na velocidade da luz
como um eclipse
que surge no céu
mas é apenas outra estrela cadente
perambulando no caos do espaço
Nostalgia

A saudade é um disco antigo na vitrola.
Além

a coisa mais curiosa
sobre interpretar siglas e significados
de uma poesia do Leminski:
"ALÉM ALMA (UMA GRAMA DEPOIS)
Meu coração lá de longe
faz sinal que quer voltar.
Já no peito trago em bronze:
NÃO TEM VAGA NEM LUGAR.
Pra que me serve um negócio
que não cessa de bater?
Mais parece um relógio
que acaba de enlouquecer.
Pra que é que eu quero quem chora,
se estou tão bem assim,
e o vazio que vai lá fora
cai macio dentro de mim?"
Decisão

Uma das coisas
mais difíceis.
rEvolução

uma evolução 
dentro da revolução
Back to top